Logotipo
   
          home contactos
links
apresentação mandato composição presidente estrutura regulamento directivas
procurar
 

CNE quer perfeição mas como qualquer humano ainda não conseguiu chegar ao grau máximo da sua satisfação

28/08/2012

Há poucos dias das Eleições, a CNE tem todas as condições criadas para que os eleitores possam exercer o nobre direito e dever de cidadania, votando livre e conscientemente para escolherem os seus representantes a exercerem o mandato de cinco anos, conforme estipula a Lei Orgânica sobre as Eleições.

A garantia é dada pelo Presidente da Comissão Nacional Eleitoral, André da Silva Neto, que esteve com os observadores que estão já a acompanhar o processo eleitoral e que participaram num seminário sobre Observação Eleitoral.

André da Silva Neto referiu também que de forma alguma a CNE pretende afirmar que o Processo que está a conduzir é perfeito e irrepreensível, isento de falhas e erros. Como qualquer actividade humana o Processo Eleitoral em Curso não atingiu ainda o grau mais elevado de perfeição, para todos os agentes eleitorais envolvidos sobretudo para os partidos e Coligações de Partidos Políticos.

“Reafirmamos contudo que a CNE, está serena e consciente que tudo quanto foi feito até ao presente momento em prol da actividade que lhe está acometida, fê-lo com transparência e imparcialidade, imbuídos unicamente do espírito de missão e com finalidade única de no dia da votação apresentar ao eleitorado angolano um processo que lhes permita votar sem grandes constrangimentos”.

Para o presidente da CNE, a implementação do estado democrático e de direito na República de Angola é recente. O processo eleitoral que estamos a viver é o terceiro no país e em cada um dos que já foram realizados, em 1992 e em 2008, a Legislação Eleitoral que foi utilizada era completamente diferente da legislação actual.

Grande parte do que está previsto na Legislação Eleitoral, está cumprido restando apenas acertos e pormenores que não afectam a conclusão do Processo Eleitoral que tem o seu ponto mais alto marcado para o dia da votação: 31 de Agosto de 2012.

É na visão de André da Silva Neto inquestionável a importância do papel de Observadores que vão fazer verificação da regularidade dos actos Eleitorais verificando a imparcialidade das acções do órgão que conduz e realiza as eleições.

 

 
 
27/10/2017 - Relatório das Eleições de 2017 em analise na Lunda-norte

06/09/2017 - Novas reclamações dos partidos concorrentes, reprovadas pela CNE

07/09/2017 - CNE divulga resultados finais das eleições gerais de 23 de Agosto

04/08/2017 - Presidente da CNE repudia declarações de partidos e considera haver ma fé

04/09/2017 - Novas reclamações apresentadas a CNE consideradas improcedentes

29/08/2017 - Plenário reúne para analisar reclamações da UNITA e CASA-CE mas declara-as improcedentes

31/08/2017 - Cuanza Sul apresenta resultados final das Eleições Gerais

31/08/2017 - Província do Zaire votou sem incidentes relevantes

23/08/2017 - CNE delibera sobre os delegados de lista suplentes e sua presença nas mesas

21/08/2017 - Presidente Silva Neto considerou campanha eleitoral pacífica

última
Última Presidente da CNE repudia declarações de partidos e considera haver ma fé  
Edifício da CPE da Cabinda inaugurado pelo presidente da CNE
 
Os MAV na Lunda-Norte preparados para o acto de votação
 
 
actualidade
Última Relatório das Eleições de 2017 em analise na Lunda-norte  
Novas reclamações dos partidos concorrentes, reprovadas pela CNE
Novas reclamações apresentadas a CNE consideradas improcedentes
 

agenda

visitas

actividades

 
aestórias

Estórias

CNE - Comissão Nacional Eleitoral - Todos os Direitos Reservados - Design: CNE ©2007